CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL E INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE DA AGRICULTURA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.52138/citec.v12i1.76

Palavras-chave:

Agronegócio, Aquicultura, Desenvolvimento sustentável, Segurança alimentar, Selo verde

Resumo

O modelo de produção atual da agricultura demanda cada vez mais áreas de plantio e ocasiona a poluição e a destruição dos ecossistemas terrestres. Devido à crescente demanda por alimentos no mundo e o modo como eles são produzidos ocasiona um avanço no esgotamento dos recursos naturais. As mudanças climáticas e o risco de falta de água ameaçam as culturas e as populações mais vulneráveis, indicando um colapso na segurança alimentar e no agravamento da desigualdade e fome no mundo. Minimizar os impactos ambientais da agricultura e agregar valor para a sociedade é um dos princípios fundamentais para que se possa alcançar os objetivos de desenvolvimento sustentável. O objetivo do estudo foi analisar os indicadores oficiais brasileiros de sustentabilidade e os utilizados na aquicultura para elaborar novos indicadores que podem ser utilizados na agricultura e subsidiar as certificações ambientais. Baseado nas diretrizes do IBGE e no que está sendo desenvolvido na aquicultura, foram elaborados dez indicadores ambientais, dez sociais e sete econômicos para a agricultura. Estes indicadores refletem o uso dos recursos naturais, a emissão de resíduos, os impactos causados no ambiente, a inclusão social, a qualidade de vida da população rural e o desempenho econômico do trabalho no campo. Os indicadores propostos se alinham com os objetivos de desenvolvimento sustentável e podem contribuir tanto para mensurar a sustentabilidade dos sistemas de produção agrícola quanto para a implementação das metas de desenvolvimento sustentável aliado aos processos de certificação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS (ANA). Estudo da ANA aponta perspectiva de aumento do uso de água no Brasil até 2030. 2019. Disponível em: https://www.ana.gov.br/noticias/estudo-da-ana-aponta-perspectiva-de-aumento-do-uso-de-agua-no-brasil-ate-2030. Acesso em: 12 de agosto de 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador. Agrotóxicos na ótica do Sistema Único de Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2018. 2 v.

COMISSÃO MUNDIAL PARA O MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO (CMMAD). Nosso futuro comum. p. 10. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1987.

ETZKOWITZ, H.; ZHOU, C. The triple helix: University–industry–government innovation and entrepreneurship. New York: Routledge, 2017.

FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION (FAO). Agronegócio foi responsável por quase 70% do desmatamento na América Latina. 2016. Disponível em: http://www.fao.org/americas/noticias/ver/pt/c/425810/. Acesso em: 06 de maio de 2020.

FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION (FAO). FAO no Brasil: Programas e Projetos. Disponível em: http://www.fao.org/brasil/programas-e-projetos/es/. Acesso em: 12 de agosto de 2020.

FERNANDES, L. A. DE O.; WOODHOUSE, P. J. Family farm sustainability in southern Brazil: an application of agri-environmental indicators. Ecological Economics, Amsterdam, v. 66, n. 2, p. 243-257, 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Indicadores de desenvolvimento sustentável: Brasil 2015. Coordenação de Recursos Naturais e Estudos Ambientais e Coordenação de Geografia. Rio de Janeiro: IBGE, 2015. 352 p.

INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA (INMETRO). Livreto: Avaliação da Conformidade. Diretoria da Qualidade. Ed. 5, 2007. Disponível em: http://www.inmetro.gov.br/inovacao/publicacoes/acpq.pdf. Acesso em 6 de julho de 2020.

MARTINS, S. R., SCHLINDWEIN, S. L., D'AGOSTINI, L. R., BONATTI, M., DE VASCONCELOS, A. C. F., HOFFMANN, A. F., & FANTINI, A. C. Mudanças climáticas e vulnerabilidade na agricultura: desafios para desenvolvimento de estratégias de mitigação e adaptação. Revista Brasileira de Ciências Ambientais (Online), n. 17, p. 17-27, 2010.

PAINEL INTERGOVERNAMENTAL SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS (IPCC). Sumário para Formuladores de Políticas. 2018. Disponível em: https://www.ipcc.ch/site/assets/uploads/2019/07/SPM-Portuguese-version.pdf. Acesso em: 20 jul. 2020.

KIMPARA, J.M.; ZADJBAND, A.D.; VALENTI, W.C. Métodos para medir a sustentabilidade na aquicultura. Documentos Embrapa Meio-Norte, n. 218, 2012. 71 p.

ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT (OECD). Environmental indicators for agriculture: Concepts and Framework. Paris: OECD Press. 1999, v. 1, 45 p.

ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT (OECD). Global Food Security: Challenges for the Food and Agricultural System. OECD Publishing. Compendium of Agri-environmental Indicators. 2013. Disponível em: https://www.oecd-ilibrary.org/agriculture-and-food/global-food-security_9789264195363-en. Acesso em: 06 de maio de 2020.

ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT (OECD). Water Risk Hotspots for Agriculture, Studies on Water. OECD Publishing, Paris. 2017. Disponível em: https://www.oecd-ilibrary.org/agriculture-and-food/water-risk-hotspots-for-agriculture_9789264279551-en. Acesso em: 06 de maio de 2020.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Transformando nosso mundo: a agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável. 2015. Disponível em: https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/. Acesso em: 09 jul. 2020.

RODRIGUES, G. S.; RODRIGUES, I. A.; BUSCHINELLI, C. C. A.; BARROS, I. Integrated farm sustainability assessment for the environmental management of rural activities. Environmental Impact Assessment Review, Amsterdam, v. 30, n. 4, 229-239, 2010.

RODRIGUES, G. S.; PIMENTA, S. C.; CASARINI, C. R. A. Ferramentas de avaliação de impactos ambientais e indicadores de sustentabilidade na Embrapa. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, n. 105. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2016. 21 p.

VALENTI, W. C. A Aqüicultura Brasileira é Sustentável? In: IV SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE AQÜICULTURA, MARICULTURA E PESCA. 2008, Florianópolis. Anais[...]. Santa Catarina: AQUAFAIR, 2008, p. 1-11.

VALENTI, W.C.; KIMPARA, J.M.; PRETO, B.L. Measuring Aquaculture Sustainability. World Aquaculture, v. 42, n. 3, p. 26-30, 2011.

VALENTI, W. C.; KIMPARA, J. M.; PRETO, B. D. L.; MORAES-VALENTI, P. Indicators of sustainability to assess aquaculture systems. Ecological indicators, v. 88, p. 402-413, 2018.

Publicado

04/04/2021

Como Citar

BORGES, F. de F. . CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL E INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE DA AGRICULTURA. Ciência & Tecnologia, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 87-96, 2021. DOI: 10.52138/citec.v12i1.76. Disponível em: https://citec.fatecjab.edu.br/index.php/citec/article/view/76. Acesso em: 27 jul. 2021.

Edição

Seção

Agronomia.