ESTIRPES DE LEVEDURAS ASSIMILADORAS DE FONTES DE CARBONO PARA PRODUÇÃO DE ETANOL

Autores

  • Lidyane Aline de Freita Doutoranda em Microbiologia Aplicada Universidade Estadual de Paulista, Ciências Agrárias e Veterinárias campus de Jaboticabal, Departamento de Tecnologia, Jaboticabal, SP.
  • Larissa Alves de Castro Jocarelli Rossini Graduando em ciências Biológicas Universidade Estadual de Paulista, Ciências Agrárias e Veterinárias campus de Jaboticabal, Departamento de Tecnologia, Jaboticabal, SP.
  • Elisângela Soares Gomes Doutoranda em Microbiologia Aplicada Universidade Estadual de Paulista, Ciências Agrárias e Veterinárias campus de Jaboticabal, Departamento de Tecnologia, Jaboticabal, SP.
  • Gisele Rodrigues Doutoranda em Microbiologia Aplicada Universidade Estadual de Paulista, Ciências Agrárias e Veterinárias campus de Jaboticabal, Departamento de Tecnologia, Jaboticabal, SP.
  • Érica Mendes Lopes Doutoranda em Microbiologia Aplicada Universidade Estadual de Paulista, Ciências Agrárias e Veterinárias campus de Jaboticabal, Departamento de Tecnologia, Jaboticabal, SP.
  • Osania Emerenciano Ferreira Doutoranda em Microbiologia Aplicada Universidade Estadual de Paulista, Ciências Agrárias e Veterinárias campus de Jaboticabal, Departamento de Tecnologia, Jaboticabal, SP.
  • Márcia Justino Rossini Mutton Eng. Agrônomo. Professora Dra. Universidade Estadual de Paulista, Ciências Agrárias e Veterinárias campus de Jaboticabal, Departamento de Tecnologia, Jaboticabal, SP.

Palavras-chave:

Cepas, Bagaço, Atividade xilulolítica

Resumo

Nas etapas fermentativas destinadas a produção de etanol, observa-se o desenvolvimento de diversos contaminantes, dentre elas as leveduras selvagens, que muitas vezes comprometem a produtividade e qualidade do produto final. Desta forma, o trabalho objetivou caracterizar, classificar e determinar marcadores genéticos-moleculares para 5 estirpes de leveduras (C69, C128, C271, CAT e Saccharomyces cerevisiae). A avaliação envolveu a determinação da assimilação de fonte de carbono e técnica de RAPD (Random Amplified Polymorphic DNA). Os resultados obtidos através dos testes de assimilação de fontes de carbono são importantes para diferenciação e caracterização de leveduras. Sendo as leveduras C69, C128 e C271 com habilidade para desdobrar xilose como fonte de carbono. A técnica de RAPD obteve dois primers sozinhos não sendo suficientes para a geração de 100 bandas polimórficas para a população, levando-se em conta os resultados do tratamento 2 de 50ng: que pelo polimorfismo gerado pode-se discriminar três grupos principais e distintos: a amostra três sozinha, porém que ocupa uma similaridade com o grupo formado pelo controle e a estirpe 4, e por último o grupo formado pelas amostras 1 e 2, separados do anterior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento. Acessado no dia 25 de março de 2012 www.conab.gov.br.

CHENG, K.K.; CAI, B.Y.; ZHANG, J.A.; LING, H.Z.; ZHOU, Y.J.; GE, J.P.; XU, J.M. Sugarcane bagasse hemicelulose hydrolysate for ethanol production by acid recovery process. Biochemical Engineering Journal, v.38, p.105-109, 2008.

FERREIRA, M.E.; GRATTAPAGLIA, D. Introdução ao uso de marcadores moleculares em análise enética. Brasília: EMBRAPA, 220 p. 1996.

GUIDI, R.H; Caracterização, classificação e determinação de marcadores genético moleculares para estirpes de leveduras contaminantes da fermentação etanólica. 99f. 2000. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agropecuária). Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista. Jaboticabal, 2000.

HAHN-HAGERDAL, B.; JEPPSSON, H.; SKOOG, K.; PRIOR, B.A. Biochemistry and physiology of xylose fermentation by yeasts. Enzyme and Microbial Technology, v. 16, p. 933-943, 1994.

HOFFMAN AND F. WINSTON , Ten-minute DNA preparation from yeast efficiently releases autonomous plasmids for transformation of Escherichia coli. Gene57 (1987), pp. 267–272.

LEE, S.S.; ROBINSON, F.M.; WONG, H.Y. Rapid determination of yeast viability. Biotechnology Bioengineering Symposium, n.11, 1981.

1385p.

RATÓN, T.O. Métodos moleculares de identificación de levaduras de interes biotecnológico. Revista Iberoamericana de Micologia, v. 21, p. 15-19, 2004.

RAVANELI, G. C. Qualidade da matéria-prima, microbiota fermentativa e produção de etanol sob ataque de Mahanarvafimbriolataem cana-de-açúcar. Tese (Doutorado em Microbiologia agropecuária), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias – Unesp, Jaboticabal, 2010.

RODRIGUES, F. A. Avaliação da Tecnologia de Hidrólise Ácida de Bagaço de Cana. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química), Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

SAMBROOK, J. et al. Molecularm Cloning: a Laboratory Manual, Cold Spring Harbor, 1989.

Publicado

20/12/2014

Como Citar

DE FREITA, L. A.; ROSSINI, L. A. de C. J.; GOMES, E. S.; RODRIGUES, G.; LOPES, Érica M.; FERREIRA, O. E.; MUTTON, M. J. R. ESTIRPES DE LEVEDURAS ASSIMILADORAS DE FONTES DE CARBONO PARA PRODUÇÃO DE ETANOL. Ciência & Tecnologia, [S. l.], v. 6, n. 1, 2014. Disponível em: https://citec.fatecjab.edu.br/index.php/citec/article/view/43. Acesso em: 27 fev. 2021.

Edição

Seção

Biotecnologia.