CONFLITOS DA ARBORIZAÇÃO URBANA NA CIDADE DE JABOTICABAL-SP

Autores

  • Paula de Souza Nobre Graduada em Gestão Ambiental da Faculdade Nilo De Stéfani (Fatec-JB) de Jaboticabal – São Paulo – Brasil.
  • Fernando Antonio Bataghin Prof. Dr. da Faculdade Nilo De Stéfani (Fatec-JB) de Jaboticabal – São Paulo – Brasil. https://orcid.org/0000-0003-4021-492X

Palavras-chave:

Sustentbilidade, Meio Ambiente, Cidade, Planejamento Ambiental

Resumo

Em ambientes urbanos, o crescimento desordenado aliado com a falta de gestão e gerenciamento podem trazer consequências permanentes à população e impactos ambientais negativos. O objetivo deste trabalho foi analisar os conflitos existentes entre a arborização urbana e os componentes construídos pelo homem. A área de estudo foi a cidade de Jaboticabal, SP, realizando-se o diagnóstico da arborização urbana por meio de levantamento para identificar a existência de conflitos entre as espécies vegetais e os elementos físicos urbanos. Foi observada a presença de vários conflitos em indivíduos, comprometendo muitas vezes, sua integridade e fitossanidade do vegetal. Na arborização urbana, em relação aos conflitos relacionados com a fiação elétrica, 57% não apresentavam conflitos, 1,3% a fiação elétrica estava abaixo da copa da árvore, 13,03%, apresentavam fiação elétrica no meio da copa e 28,66% apresentavam fiação elétrica acima da copa. Os conflitos presentes com as espécies vegetais e as edificações, a iluminação, área de passeio, com a sinalização de trânsito e com outras árvores apresentaram frequência de 19,54%; 5,86%; 9,45%; 1,95% e 17,92%, respectivamente. Esta pesquisa possibilita a orientação de ações de planejamento ambiental para este importante componente da paisagem urbana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDREATTA et al. Análise da arborização no contexto urbano de avenidas de Santa Maria, RS. Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana, Piracicaba – SP, v.6, n.1, 14 p., 2011.

BASSO, J. M.; CORRÊA, R. S. Arborização Urbana e Qualificação da Paisagem. Paisagem e Ambiente: Ensaios, São Paulo, n. 34, 19 p., 2014.

DANTAS, C. I.; SOUZA, C. M. C. Arborização urbana na cidade de Campina Grande - PB: inventário e suas espécies. Revista de Biologia e Ciências da Terra. v. 4, n. 2, p.1-18, 2004.

GRISE, M. M.; BIONDI, D.; ARAKI, H. A floresta urbana da cidade de Curitiba, PR. FLORESTA, Curitiba, PR, v. 46, n. 4, p. 1-13, 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Demográfico 2010. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/populacao/9662-censo-demografico-2010.html?=&t=destaquesr. Acesso em: 20/10/2019.

LESSI, B. F.; BATAGHIN, F. A.; PIRES, J. S. R. Arborização Urbana no campus da UFSCar, São Carlos, SP. Gestão e Manejo. São Carlos-SP. 1 ed. Saarbrücken, Germany: Novas Edições Acadêmicas, v. 1. 109 p. 2017.

MAZIOLI, B. C. Inventário e diagnóstico da arborização urbana de dois bairros da cidade de Cachoeiro do Itapemirim, ES. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia Florestal. Departamento de Ciências Florestais e da Madeira, Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, Espírito Santo, 2012.

MILANO, M.; DALCIN, E. Arborização de vias públicas. Rio de Janeiro: LIGHT, 226 p. 2000.

SILVA, A. G; GONÇALVES, W.; PAIVA, H. N. Avaliando a arborização urbana. Viçosa: Aprenda Fácil, 296 p. 2017.

Downloads

Publicado

20/12/2020

Como Citar

DE SOUZA NOBRE, P.; BATAGHIN, F. A. CONFLITOS DA ARBORIZAÇÃO URBANA NA CIDADE DE JABOTICABAL-SP. Ciência & Tecnologia, [S. l.], v. 11, n. 1, p. 110-114, 2020. Disponível em: https://citec.fatecjab.edu.br/index.php/citec/article/view/146. Acesso em: 23 fev. 2024.