SISTEMA DE REUSO DE ÁGUA DA CHUVA PARA RESIDÊNCIAS PEQUENAS (70 m²) NO MUNICÍPIO DE RIO VERDE, GOIÁS, CENTRO-OESTE, BRASIL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.52138/citec.v12i1.13

Palavras-chave:

Captação de água, Escassez hídrica, Reutilização da água, Reservatório

Resumo

A escassez da água vem sendo debatida e argumentada em vários lugares, mostrando a necessidade de ações voltadas ao uso eficiente deste recurso. Assim, o objetivo deste trabalho foi realizar a captação, armazenamento e reuso da água captada de telhado para residência do projeto “Minha Casa, Minha Vida” (70 m2) no município de Rio Verde, Goiás. Foram utilizados dados de precipitação média mensal de 19 anos (1996 - 2015). Simulou-se o armazenamento máximo para assegurar o período de estiagem. Estimou-se o consumo médio de água semanal considerando de 1 a 3 pessoas por residência. Considerou-se como consumo de água lavagem de carro, gramado ou jardim, descarga na bacia, máquina de lavar roupa e lavagem de piso. Nos meses de maior precipitação (novembro-março), conseguiu atender à necessidade das pessoas na residência, e ainda armazenar para aproveitar nos períodos de estiagem. Os meses de fevereiro, março, abril e dezembro, atingiu a capacidade de armazenamento do reservatório (20.000 L) apenas para a residência com 1 e 2 pessoas, para 3 pessoas apenas o mês de março a caixa d’água encheu completamente, sendo assim, supriu as necessidades nos meses de estiagem, onde a demanda não atingiu a capacidade do reservatório. Assim o reuso da água do telhado propicia na economia de água nobre e economia a médio prazo, além de assegurar picos de enchente no período chuvoso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15527: Aproveitamento de água de chuva de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis. Rio de Janeiro, 2007;

COHIM, E.; GARCIA, A.; KIPERSTOK, A. Captações e utilizações de água pluvial em residências para população de baixa renda em áreas urbanas: estudo de caso. IX Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste, Salvador - BA, Anais..., 2008.

FRANTZ, L. C.; CRUZ, J. C.; LANNA, A. E. L.; SILVA, L. M. C. da. O processo de outorga de direito de uso de recursos hídricos superficiais no Rio Grande do Sul: contribuições para o aprimoramento. Revista de Gestão de Água da América Latina, n.1, p.5-16, 2010.

FERREIRA, C. de C. M. Estudo do comportamento do período chuvoso em Juiz de Fora - MG. Revista Geonorte, Edição Especial 2, v.1, n.5, p.953 – 963, 2012.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo demográfico, 2010 (População estimada). Disponível em: <http://www.ibge.gov.br>. Acessado em: 25 ago 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA (INMET). 2015. Dados climáticos da Estação de Rio Verde: série histórica de 1961 a 2015. Banco de dados do Instituto Nacional de Meteorologia. Disponível em: <http://www.inmet.gov.br/> Acesso em: 25 Ago.2015.

LEMOS, P. R.; FAGUNDES, R. M.; SCHERER, M. J. Reaproveitamento de água para fins não potáveis em habitações de interesse social. X Salão de Iniciação Científica – PUCRS, Rio Grande do Sul – RS, Anais..., 2009.

MARCONI, P.; FERREIRA, T. S. Proposta de um Sistema de Captação e Aproveitamento de Água de Chuva no Centro de Juventude Elaine Viviane, São Carlos 2009. Monografia Apresentada ao Curso de Graduação em Engenharia Ambiental da escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo.

MENEZES, E. T.; SILVA, G. P.; SILVA, G. F.; RUSSO, S. L. Sistema de Armazenamento de Água da Chuva (cisternas) um Estudo com Enfoque em Documentos de Patentes. Revista Geintec. São Cristóvão/SE – 2015. v.5, n.2, p.2113-2120.

MINIKOWSKI, M.; MAIA, A. G. Sistemas de Aproveitamento de água de chuva no Município de Irati (PR). Revista Acadêmica Ciências Agrárias e Ambientais. Curitiba/ PR – 2009, v.7, n.2, p.181-188.

OLIVEIRA, Lúcia Helena de; ILHA, Marina Soares de Oliveira; GONÇALVES, Orestes Martins; YWASHIMA, Laís; REIS, Ricardo Prado Abreu. Levantamento do estado da arte: água. 2007. Projeto: Tecnologias para construção habitacional mais sustentável. Acesso em: 02-11-2015. Disponível em: <http://www.sindusconsp.com.br/img/meioambiente/15.pdf>.

SANEAMENTO DE GOIÁS S.A. (SANEAGO). Resolução Normativa nº. 0038/2015 – CR. Anexo I. Disponível em: <http://www.saneago.com.br>. Acesso em: 10-11-2015.

TOMAZ, Plínio. Aproveitamento de água de chuva em áreas urbanas para fins não potáveis. Navegar Editora, São Paulo, 2ª ed., p. 45-46, 2009.

Publicado

23/12/2020

Como Citar

BRITO, N. de; SANTOS, G. O.; RODRIGUES, G. A. . SISTEMA DE REUSO DE ÁGUA DA CHUVA PARA RESIDÊNCIAS PEQUENAS (70 m²) NO MUNICÍPIO DE RIO VERDE, GOIÁS, CENTRO-OESTE, BRASIL. Ciência & Tecnologia, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 56-66, 2020. DOI: 10.52138/citec.v12i1.13. Disponível em: https://citec.fatecjab.edu.br/index.php/citec/article/view/13. Acesso em: 19 jun. 2021.

Edição

Seção

Ciências Ambientais.